Motociclista morre após ter perna e braço arrancados em acidente na Ponte da Amizade

0
13

O perímetro de 8 km da ponte está sem nenhum tipo de fiscalização eletrônica.

Um motociclista morreu após colidir de frente com um carro de passeio na noite desta quarta-feira (10), na ponte da Amizade, que liga a capital ao Distrito de Luzimangues, em Porto Nacional.

Com a violência do impacto, o motociclista teve uma perna e um braço arrancados. Ele chegou a ser socorrido e encaminhado para o Hospital Geral de Palmas (HGP), mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito pouco tempo depois de dar entrada na unidade.

Devido ao acidente, o trânsito na ponte foi parcialmente interrompido. A Polícia Científica realizou os trabalhos de perícia e emitirá um laudo apontando as causas do acidente.

Sem Fiscalização

O número de acidentes com vítimas fatais aumentou no trecho de 8 km da ponte após a retirada dos radares e controladores de velocidade instalados no local e em outros trechos urbanos das rodovias estaduais que cortam a Capital.  A retirada dos equipamentos aconteceu após o fim do contrato entre o município de Palmas, a Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Tocantins (Dnit).

Em nota enviada à imprensa no início de janeiro, a Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto) disse que o Governo do Estado está finalizando o processo licitatório para contratação de uma empresa especializada que será responsável pela instalação de radares eletrônicos em diversas rodovias estaduais, inclusive no perímetro urbano de Palmas.
Por: AF Notícias