Mais de 1,6 mil segurados do Igeprev podem ter benefícios suspensos por falta da “prova de vida”

0
27

Suspensão do pagamento pode ser revertida desde que o beneficiário regularize a situação no Instituto

Cerca de 1.670 segurados, aposentados e pensionistas; militares da reserva e pensionistas do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins (Igeprev-TO) que não realizaram a prova de vida 2020 podem ter seus benefícios suspensos a partir do pagamento de março, referente a folha do mês de fevereiro.

A portaria com a lista dos nomes dos beneficiários que não realizaram a prova de vida e que terão os pagamentos suspensos será publicada na Edição nº 5.781 do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira, 4. A portaria prevê que o pagamento suspenso será restabelecido após a efetivação da prova de vida, respeitando o cronograma de fechamento da folha de pagamento de benefícios do Instituto.

A efetivação da prova de vida é feita por meio do aplicativo “Meu RPPS”, que pode ser acessado de qualquer parte do mundo para a regularização no Instituto, de forma remota e digital, simples, rápida e segura,

É importante que o segurado ao realizar a prova de vida acompanhe até o final do procedimento e se certifique que todo o processo de realização e validação foi concluído com sucesso, caso contrário, deverá refazer a prova de vida ou entrar em contato com o Igeprev pelo 0800-647-0747 ou ainda no site do Instituto: www.igeprev.to.gov.br.

Vale destacar que os beneficiários não precisam ir até a sede do Igeprev, podendo realizar o processo de qualquer local, a partir de um celular ou dispositivo móvel conectado à internet. No site do Igeprev, no link PROVA DE VIDA estão disponíveis dois vídeos tutoriais que podem auxiliar quem ainda tiver alguma dúvida.

Para baixar o Aplicativo, basta acessar a loja virtual do seu dispositivo móvel, Android ou IOS e digitar MEU RPPS. Ao baixar o App, basta escolher o Estado do Tocantins, em seguida clicar em Igeprev e se cadastrar. Para quem já acessa o Portal do Segurado, basta colocar o CPF e a mesma senha que já utiliza no portal, do contrário, deve cadastrar uma senha de acesso.

“É essencial que todos os segurados do Instituto de Previdência baixem o aplicativo e realizem a prova de vida o mais breve possível, para retirar a suspensão do seu benefício, que ocorrerá a partir do pagamento no mês de março, referente à folha de fevereiro”,reforça o presidente do Igeprev, Sharlles Fernando Bezerra Lima.

“Para que o pagamento seja desbloqueado, o beneficiário precisa realizar a prova de vida por meio do App. A prova de vida é essencial para evitar fraudes e pagamentos indevidos dos benefícios previdenciários”, ressalta Sharlles Fernando.

Aplicativo MEU RPPS

É possível consultar no aplicativo Meu RPPS informações em tempo real, como: Contracheque; Meus Processos, onde o segurado tem acesso aos processos previdenciários; Comprovante de Rendimentos; Consignações e Fale Conosco. Além disso, o servidor ativo também pode realizar simulações de aposentadoria e benefícios, dentre outras funcionalidades. O aplicativo conta ainda com o link Informativos, onde o beneficiário recebe notificações a respeito do seu benefício e mensagens de conteúdo previdenciário do Instituto.

Por: Morgana Taíse/Governo do Tocantins